Itapebi: TCM aprova contas do prefeito Peba, porém com ressalvas

Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia acataram, na sessão desta terça-feira (15/02), recurso ordinário apresentado pelo prefeito de Itapebi, Juarez da Silva Oliveira, para alterar o mérito do parecer – de rejeição para aprovação com ressalvas – das contas relativas ao exercício de 2019. Com a reforma da decisão, o conselheiro Nelson Pellegrino, relator do recurso, reduziu a multa imputada no primeiro julgamento de R$7 mil para R$3 mil.

Também foi determinada a exclusão do ressarcimento imposto – no voto original – no valor de R$1.325.700,51, bem como da multa de R$64.800,00, corresponde a 30% dos subsídios anuais do gestor.

Essas contas foram rejeitadas, inicialmente, em razão da extrapolação do limite de 54% da Receita Corrente Líquida para despesas com pessoal e pela não recondução da Dívida Consolidada Líquida ao limite legal.

No recurso, o gestor pediu alteração do percentual de aplicação do 3º quadrimestre de 2019 de 54,11% para 53,82%, pela exclusão de R$123.499,52 relativos a gastos em programas voltados à “Atenção Média e Alta Complexidade”, o que foi acolhido pela relatoria.

Os novos documentos apresentados também permitiram excluir o montante de R$17.345.841,85 da Dívida Fundada, o que reduziu de 147,48% para 106,33% o percentual da Dívida Consolidada Líquida, confirmando, assim, o cumprimento pelo Município do limite legal de 120% disposto na Resolução n.º 40/2001, do Senado Federal.

Descaracterizadas ambas as irregularidades que motivaram a rejeição inicial dessas contas, a relatoria emitiu novo decisório, desta vez pela aprovação com ressalvas.

Fonte: Blog Do Edyy


Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!