Por falta de transporte, estudantes universitários de Itabela divulgam Nota de Repúdio

Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!

Alunos universitários e de cursos técnicos que precisam se deslocar diariamente para as cidades de Eunápolis e Itamaraju vêm sofrendo desde o retorno das aulas por falta de transporte público. Em forma de repúdio, eles emitiram uma nota cobrando providências da gestão e detalhando os gastos diários com deslocamento.

Vê-se com isso, o tamanho descaso do prefeito e dos secretários responsáveis pelos setores para com os acadêmicos. Os alunos exigem um posicionamento que ainda não foi dado, bem como, que os responsáveis forneçam o transporte que é de direito.

“A secretária de Educação, Cristiany Coelho, todo dia inventa uma situação dizendo que o transporte irá voltar, mas até o momento nada”, disse uma aluna.

Existe uma lei municipal, sancionada no ano de 2010, durante a gestão do ex-prefeito Osvaldo Gomes Caribé, que dá direito ao município de conceder transporte gratuito à essa classe de estudantes.

VEJALei Municipal n° 0411/2010, de 13 de dezembro de 2010:  “Autoriza o Poder Executivo a conceder transporte escolar gratuito aos estudantes universitários e pós-graduandos, durante todos os dias da semana em que houver aulas.”

PREJUÍZOS

Enquanto o município não resolve o impasse, os estudantes acumulam prejuízos financeiros e aos estudos, e sofrem com a incerteza da possibilidade de poderem dar continuidade à seus estudos, já que com os custos de seus respectivos cursos mais os altos valores gastos com deslocamento, para muitos, ter que interromper os estudos é só questão de, no máximo, mais alguns dias.

Um dos estudantes com os quais nossa reportagem conversou diz não entender “todas essas dificuldades impostas pelo poder público municipal”, já que o município conta com uma frota própria de ônibus e micro-ônibus adquirida em gestões passadas, através do programa ‘Caminho da Escola’, do Governo Federal, que através da Lei Federal 12.816, sancionada no dia 5 de junho de 2013, em seu artigo 5º e parágrafo primeiro, garante aos universitários de todo o Brasil o direito ao uso dos ônibus escolares do programa para se deslocarem às cidades onde cursam o ensino superior. E fez questão de encerrar com uma célebre frase de Paulo Freire que diz: “O sistema não teme o pobre que tem fome. Teme o pobre que sabe pensar.”


Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!