Itabela: “A importância da educação para à atual gestão”

Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!

 

Os universitários das instituições de ensino FTC, FACISA e UNOPAR encontram-se totalmente desamparados, uma vez que, apenas o Município de Itabela-BA não disponibilizou transporte para a locomoção até o presente momento, a quase um
mês de início das aulas presenciais.

Prejuízos estão sendo causados, acarretando o desestímulo dos estudantes em estudar, pelo fato de que, os alunos estão tendo que fretar veículos a parte, pagando valores diários numa média de R$ 30,00 [.] a R$ 50,00 [..], o que totaliza um valor extremamente significativo semanal e mensal para cada acadêmico. Sendo esses gastos somados ainda com as mensalidades das faculdades.

Vê-se com isso, o tamanho descaso do Prefeito e dos Secretários responsáveis pelos setores para com os acadêmicos. Os alunos exigem um posicionamento que
ainda não foi dado, bem como, que os responsáveis forneçam o transporte que é de direito.

Lei Municipal n° 0411/2010 de 13 de Dezembro de 2010:

“Autoriza o Poder Executivo a conceder transporte escolar gratuito aos estudantes universitários e pós-graduandos, durante todos os dias da semana em que houver aulas.”

Denúncia feita pelo Vereador Felipe Maciel: 

Em novembro de 2021, o Vereador Felipe Maciel, protocolou uma representação ao Ministério Público Federal referente ao transporte escolar, onde a gestão pagou a cada 15 (quinze) dias, R$ 192.000,00 (cento e noventa e dois mil reais) sem ao menos terem aulas presenciais no município.

Já o transporte universitário, vem com essa problemática desde o ano passado também, pois ao início das aulas presenciais, o impasse veio a tona, chegando momentos de alunos irem para ponto com a confirmação do transporte, e chegando lá; nem satisfação era dada à eles, ficando muitos destes impossibilitados de chegar as suas unidades de ensino.

 


Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!