CLONAGEM DE VEÍCULOS: Em ação integrada, PRF e PM-CETO recuperam no Extremo Sul da Bahia caminhonete Toro roubada em Itapebi

Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!

As diligências iniciaram após o proprietário que teve o seu veículo clonado informar que estava recebendo multas em locais por onde nunca trafegou e também pontos na carteira sem ter cometido infração de trânsito.

Uma caminhonete Fiat/Toro, com ocorrência de roubo registrada em agosto/2020, foi recuperada em uma ação integrada da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e de policiais militares da CETO, no final da tarde desta segunda-feira (04), em Porto Seguro.

Tudo começou após a polícia analisar um Boletim de Ocorrência, registrado pelo proprietário de um veículo Toro, de cor prata, emplacado em Feira de Santana, informar que teve os dados do seu carro clonados. Ele informou também que estava recebendo multas em lugares que nunca trafegou, a exemplo de autuações emitidas na cidade de Porto Seguro.

Com base nas informações, as equipes montaram um cerco em trechos da BR 367, quando uma guarnição da CETO abordou o veículo suspeito no perímetro urbano da cidade (av. Navegantes). O veículo era conduzido por um homem de 42 anos. Ele informou aos policiais que pegou a caminhonete emprestada com um amigo.

Durante a vistoria no veículo, foram encontradas indícios de adulterações nos caracteres do carro, inclusive as etiquetas foram arrancadas. Com técnicas de análise criminal em fraudes veiculares, os PRFs perceberam elementos que indicavam outro veículo, da mesma marca e modelo, porém as placas haviam sido trocadas, na tentativa de escapar de fiscalizações da polícia.

Após consulta ao sistema de dados, os policiais constataram se tratar na realidade de um veículo roubado em 11/08/2020, em Itapebi.

O responsável pelo veículo foi identificado e localizado. Questionado, ele relatou que comprou a caminhonete há cerca de 45 dias. Disse também que a negociação girou em torno de R$ 95 mil, mediante a troca em outro veículo usado e mais o pagamento de 35.000 reais via transferência bancária.

Configurado o crime de receptação (art. 180 CP), os envolvidos e a caminhonete foram encaminhados à Central da Delegacia de Polícia Civil de Porto Seguro, para formalização dos procedimentos da lavratura do flagrante.


Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!