URGENTE! Variante Ômicron é detectada na Bahia

Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), o Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) detectou, por meio de sequenciamento genético, doze amostras da variante Ômicron no estado. Esse total representa 12,5% dos 96 sequenciamentos realizados em amostras coletadas desde o mês de dezembro. Além da identificação da Ômicron, foram detectadas 81 amostras da variante delta, e as outras três amostras onde não foi possível realizar a análise.

Os casos foram identificados em residentes de Salvador, Guanambi, Seabra, Camaçari, Madre de Deus e São Francisco do Conde. São sete homens e cinco mulheres, sendo o mais novo de 14 anos e o mais velho com 41 anos. Dos sete casos registrados na capital baiana, apenas um era residente, sendo os demais tripulantes de navios.

A secretária da Saúde do Estado da Bahia, Tereza Paim, alerta que embora a Ômicron ainda não seja a maioria dos casos, este é um cenário em que a atenção deve aumentar. ”Estamos vendo nos dados uma elevação do número de positivos Covid. Nós vínhamos com uma média de 2 mil casos ativos. Passamos agora a 4.467”, afirma.

MEDIDAS DO GOVERNO DO ESTADO

Após o aumento do número de casos de Covid-19 no estado, o Governo da Bahia já havia anunciado uma redução de público em eventos. Atualmente, é permitida a presença de até 5 mil pessoas em eventos no estado. A partir de hoje, segundo informou o governador, na manhã desta segunda-feira, dia 10, o limite máximo é de 3 mil pessoas com ocupação máxima de 50% da capacidade dos ambientes. A medida vale para eventos, cinemas, teatros e qualquer outro espaço. Além disso, de acordo com Rui Costa, a medida vale também para eventos esportivos em estádios.

Não haverá limitação para bares e restaurantes, mas haverá a cobrança do comprovante de vacinação. O governador ainda destacou que o atual número de casos ativos, acima de 4 mil, está abaixo da realidade. “Considerando que temos muita subnotificação, esse número de 4.467 ativos ainda está subnotificado. Essas medidas valem por 15 dias”, disse o governador.

“O pré-colapso do sistema de emergência e o crescimento de casos de ativos foram os balizadores que nos guiaram a tomar essa decisão e as próximas daqui para frente”, Rui Costa.

Com informações da Sesab e G1 Bahia


Essa notícia foi útil pra você? Compartilhe com seus amigos!